• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • Vencedores da Etapa Regional do MPT na Escola 2019 são premiados em Campinas

  • Denuncia Covid
  • Atendimento ao publico covid
  • PELE PAE
  • Banner escala agosto
  • coronavirus
  • Pesquisa
  • Chamamento Sede PTM
  • Banner calendario 2020

Vencedores da Etapa Regional do MPT na Escola 2019 são premiados em Campinas

Cerimônia premiou os melhores trabalhos em diversas categorias culturais; vencedores ganharam medalhas, skates elétricos e tablets

Campinas – Uma manhã de fortes emoções marcou a entrega do Prêmio MPT na Escola 2019 (Etapa Regional) na manhã desta sexta-feira (6), no auditório do Ministério Público do Trabalho em Campinas. O evento reuniu cerca de 80 pessoas, entre estudantes, pais e profissionais da educação de projetos realizados nas escolas públicas de cinco municípios da região: Atibaia, Limeira, Charqueada, Santa Gertrudes e Itatiba.

 Também estiveram presentes os secretários de Educação de Itatiba, Anderson Wilker Sanfins; de Charqueda, Cláudia Maria Prochnon Montezzo Zanatta; e de Atibaia, Eliane Doratiotto.

As categorias premiadas foram música, conto, desenho, poesia e curta-metragem, divididos em grupos de alunos do 4 e 5º ano e 6º e 7º ano, num total de 10 trabalhos de estudantes da rede pública de ensino fundamental, com o tema trabalho infantil. Nesta edição participaram 24 municípios do interior do Estado de São Paulo.

A solenidade teve início com as apresentações dos trabalhos vencedores: os estudantes subiram ao palco do auditório e emocionaram o público com os trabalhos que os fizeram ganhadores da etapa regional em 2019. Em seguida, os alunos receberam medalhas e skates elétricos (Hoverboard), enquanto os profissionais de educação ganharam medalhas e tablets.

A cerimônia também foi a oportunidade de premiar um aluno (tablet e troféu) e o orientador do trabalho (leitor de livro digital) da cidade de Limeira, que ficaram com a 2º colocação na categoria 4º e 5º ano de desenho da etapa nacional.

O procurador e idealizador do projeto em 2019, Paulo Crestana, explicou o objetivo do projeto e a intenção de erradicar o trabalho infantil por meio da conscientização. “O Prêmio MPT na Escola tem o objetivo de incentivar o entendimento dos pais e de alunos da rede pública de ensino acerca da proibição do trabalho de crianças e adolescentes. Levamos a temática a 42 cidades da região, em um total de 289 escolas, para aproximadamente 1.800 educadores, atingindo diretamente 40 mil alunos. Que esta cerimônia seja mais um passo dado em direção ao definitivo fim do trabalho infantil”, ressaltou.

Júri na comissão avaliadora do projeto, o procurador regional Fábio Messias Vieira fez questão de ressaltar a importância dos educadores no processo pedagógico de crianças e adolescentes, mesmo diante das dificuldades enfrentadas. “Sabemos o quanto é difícil o trabalho de um professor. Sabemos da falta de reconhecimento, muitas vezes, da sociedade, do Estado e da administração pública. Uma das recordações mais importantes da minha infância são dos professores que tive”, lembra, com carinho.

Sobre o MPT na Escola - O MPT na Escola é um projeto criado pela Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (COORDINFÂNCIA) para incentivar o entendimento de pais e alunos da rede pública de ensino acerca da proibição do trabalho de crianças e adolescentes, e torná-los replicadores da causa. Para isso, o envolvimento da escola, por meio de sua diretoria e de seu corpo docente, mostra-se essencial na transmissão da mensagem, sempre apoiados por treinamentos e material didático desenvolvidos especialmente para este fim, fornecidos pelo MPT.

Nas escolas, os educadores apresentam o conceito de trabalho infantil, as formas de proibição e as normas protetivas da criança e do adolescente. Os alunos também aprendem que é proibido o trabalho antes dos 16 anos fora do sistema de aprendizagem, o trabalho noturno, insalubre, perigoso e aqueles contidos no decreto federal nº 6.481/08, que lista as piores formas de trabalho infantil. O conhecimento adquirido é transmitido pelas crianças e adolescentes por meio de trabalhos culturais. Os melhores são premiados em etapas regionais e nacionais. 

Trabalho infantil -A mais recente Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelou que 1,8 milhão de crianças e adolescentes com idade entre 5 e 17 anos trabalhavam no país em 2016, com carga horária média semanal de 25,3 horas. Deste total, a maioria se encontrava em situação ilegal.

Os vencedores do Prêmio MPT na Escola 2019, etapa regional, por categoria, são:

4º e 5º anos

Conto – Gérson Lucas Porto Soares e Julia Flavia da Silva (Atibaia).

Curta-Metragem - Yasmin Oliveira de Sousa, Lucas Eduardo Silva, Gabriel Rosa Silva, Igor de Barros Alves e Crystopher Sabino de Sousa (Limeira).

Desenho - Alan dos Santos Ferreira (Limeira).

Música - Bianca de Fátima Rosa Borges, Gabriel Lucas Costa de Oliveira, Julia Flávia da Silva, Maria Eduarda Maia Marques e Pedro Henrique Silva Santos (Atibaia).

Poesia - Ana Júlia de Faria Soares (Santa Gertrudes).

6º e 7º anos

Conto - João Carlos Silva de Araújo (Itatiba).

Curta-Metragem - Ana Júlia Fernandes, Diego Marques de Oliveira, Franciele da Silva Cruzatto, Kauã Daniel Petrocelli e Lorena Karolyne Barbosa(Charqueda).

Desenho - Miriã Matos Rocha (Santa Gertrudes).

Música - Raiane Roberta Cristiane Guedes, Jullya Beatriz Barusi,  Heloisa Matias Souza, Robert Maciel da Silva e Emilly Ferreira dos Santos (Charqueda).

Poesia - Gisele Bastos de Oliveira (Santa Gertrudes).

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos