• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • lgpd
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario

    • banner-calendario
    • Banner Nupia
    • Banner telefones PRT15
    • Banner Alerta Fraude
    • Chamamento cadastro entidades
    • Banner Escala de Plantao
    • Certidao Negativa

    Concessionária de ferrovias é condenada por submeter trabalhadores a jornadas extenuantes

    Ferrovia Centro-Atlântica S.A deve pagar R$ 2 milhões por danos morais coletivos e regularizar jornada de ferroviários

    Campinas (SP) - O Ministério Público do Trabalho (MPT) obteve a condenação em primeiro grau da Ferrovia Centro-Atlântica S.A, concessionária que administra parte da malha ferroviária paulista, à obrigação de limitar as horas extras de trabalho impostas aos seus empregados. Como forma de reparar os danos morais causados à coletividade, em decorrência da submissão de trabalhadores a jornadas extenuantes, a 2ª Vara do Trabalho de Campinas impôs à empresa ré o pagamento de indenização no valor de R$ 2 milhões. Cabe recurso ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15).

    Imprimir

    Venezuelanos são resgatados de trabalho escravo em Itapetininga (SP)

    Churrascaria vai arcar com R$ 155 mil em verbas rescisórias e indenizatórias; estabelecimento será investigado pela prática de tráfico internacional de pessoas

    Itapetininga (SP) - Seis trabalhadores venezuelanos foram resgatados de condições análogas à escravidão por uma força-tarefa composta pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e Polícia Rodoviária Federal na cidade de Itapetininga (SP), no interior de São Paulo. Os estrangeiros podem ter sido vítimas do tráfico internacional de pessoas.

    Imprimir

    Protege S/A deve limitar jornada de trabalho dos empregados

    Liminar também impõe fim de conduta abusiva de superiores hierárquicos; funcionários da tesouraria trabalham até 14 horas por dia

    Presidente Prudente (SP) - O Ministério Público do Trabalho (MPT) obteve uma liminar contra a Protege S/A Proteção e Transporte de Valores, pela qual o juízo da 2ª Vara do Trabalho de Presidente Prudente determinou limites para a duração da jornada de trabalho dos funcionários, que vinha sendo extrapolada em desacordo com a lei trabalhista.

    Imprimir

    Instituições se reúnem com Santuário Nacional para reforçar parceria em prol do trabalho decente

    MPT e TRT-15 fazem reunião com reitor com o objetivo de ampliar temas de ações e campanhas de conscientização

    Aparecida (SP) - O vice-procurador-chefe do MPT em Campinas, Ronaldo Lira, acompanhado do presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15) e do presidente do Comitê Regional de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem do TRT-15, desembargadores Samuel Hugo Lima e João Batista Martins César, se reuniu com o reitor da Basílica Nacional de Aparecida, padre Carlos Eduardo Catalfo, para tratar da realização de ações de conscientização envolvendo o trabalho decente.

    Imprimir

    Denúncias de trabalho escravo aumentam 89,5% no interior de São Paulo

    MPT divulga balanço de atuação na semana em que é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo

    Campinas (SP) – No próximo domingo, 28 de janeiro, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, data instituída no Brasil para homenagear os auditores fiscais do trabalho mortos em 2004, na cidade de Unaí (MG), durante uma fiscalização para averiguar denúncias de trabalho escravo, no episódio conhecido como “chacina de Unaí”.

    Imprimir

    URBES celebra compromisso para melhorar ambiente de trabalho em terminais rodoviários de Sorocaba (SP)

    TACs preveem uma série de medidas de saúde e segurança nas bilheterias dos terminais São Paulo e Santo Antônio, que devem ser cumpridas no prazo de 90 dias 

    Sorocaba (SP) - O Ministério Público do Trabalho (MPT) celebrou dois termos de ajuste de conduta (TAC) com a Empresa de Desenvolvimento Urbano e Social de Sorocaba (URBES), pelos quais a empresa pública se comprometeu a adotar uma série de medidas relacionadas à saúde e segurança do trabalho, sob pena de multa por descumprimento.

    Imprimir

    • banner pcdlegal
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner transparencia
    • banner radio
    • banner trabalholegal
    • Portal de Direitos Coletivos